sábado, 31 de dezembro de 2011

O Conflito de 2011 - Minha retrospectiva

Confesso que, para fazer esse post, precisei da ajudinha da minha agenda. Quem me conhece sabe que eu tenho um dom que Deus me deu, o de esquecer das as coisas. Fiz a correção para explicar que não esqueço as chaves, o guarda-chuva, a carteira...mas esqueço dos fatos, dos momentos, das pessoas. E isso é muito sério. Tão sério que, quando alguém me conta uma situação e eu me lembro dela, comemoro!
Sorte a minha que tenho amigos de verdade. Amigos confiáveis e que não se aproveitam disso. rsrsrsrsrs

Bom, mas vamos ao balanço. Que aqui vou chamar de conflito. Que é o que acontece de fato dentro da minha cabeça. Um conflito tremendo entre o que eu penso e o que eu sinto. Fico pendulando nesse jogo paradoxo, tal qual bolinha de Arkanoid.


quarta-feira, 28 de dezembro de 2011

Solidariedade como forma de amor!

Talvez o título deste post fosse melhor se fosse "Solidariedade como forma de demonstrar amor!"

Gente, não é de hoje que nos comovemos com iniciativas aqui e ali de solidariedade, e com o boom da internet elas tem se espalhado mais rápido, o que é ótimo, porque nos mostra que, em meio à políticos fichas suja; crimes hediondos; animais abandonados, e tantas outras barbaridades, ainda há esperança.

Pelo menos quando EU vejo uma demonstração de amor assim, eu penso comigo mesma "ainda tem gente boa no mundo!" e isso me comove.

Quem não lembra daquela classe de alunos que raspou a cabeça como forma de se solidariezar com o colega que estava fazendo quimioterapia?

E, também, casos que estão se popularizando nas redes sociais de solidariedade e iniciativas despretensiosas, como:


Ok, mas ontem, navegando por aí, fui surpreendida por uma atitude dessas que me fez ficar com os olhos marejados, feito um desses face troll:
Se você é emotivo (a) como eu, pegue sua caixinha de lenços, ai vai a historia:
Jacob é um menininho de 5 anos que tem Diabetes tipo 1, tratada desde 2009 com injeções de insulina diária. Desde então, os pais deles criaram uma pulseirinha escrito "Juntos por Jacob" para arrecadar fundos para comprar uma bomba de insulina para o garoto e conseguiram!
Bem, a bomba de insulina foi presente de Natal do garotinho e ele ficou muito feliz com isso!
Mas, como toda criança de 5 anos, não entendia muito bem o motivo pelo qual só ele usava essa bomba e nenhum outro coleguinha - se sentia diferente.
Os pais poderiam levá-lo a um psicólogo, poderiam chorar com ele, poderiam ter deixado que ele se sentisse mesmo diferente sozinho, mas não...

Eles tatuaram uma bomba de insulina na barriga de cada um!
Na verdade, nenhum pai quer que seu filho se sinta excluído, por isso, não pensamos duas vezes antes de fazer essa demonstração de amor a ele. Agora, cada vez que alguém pergunta o que Jacob carrega embaixo da camiseta, nós três levantamos a blusa e respondemos: uma bomba de insulina”, conta Camille, mãe de Jacob.
Note a frase na barriga do pai: "Para sempre conectados".

Bom, essa foi uma BAITA DOSE DE AMOR pra mim, espero que tenha sido também para você!

domingo, 25 de dezembro de 2011

O sentido do Natal (para mim)

É natal!

Vejo aqui e ali luzes, enfeites, aquele clima verde-vermelho que todos curtem (assumo!). Detesto parecer crica, mas me pego às vezes rindo de um boneco de neve e pessoas se matando na cozinha para assar uma ave num calor de quase 40°C. Além da neve e da comilança, outras coisas não fazem sentido nenhum para mim, no natal: o papai noel, a árvore e os presentes.
Eu pesquisei a respeito e não vou me prolongar muito, quem quiser pode ver aqui e aqui. Mas, me parece mais uma desculpa comercial. Será que hoje o natal se igualou às outras festas, que existem para nos dizer que o tempo passou, que não podemos deixar passar em branco, fazer como a maioria das pessoas faz?

sexta-feira, 2 de dezembro de 2011

A vida é uma canção feliz

Eu tive a honra de assistir, ontem, à pré-estreia do filme Muppets com o pessoal do Blog Dona Ana Costa no Roxy do Shopping Pátio Iporanga, e garanto que vale a pena assistir! 
Gente, é inspirador, motivador, contagiante!
Nem preciso falar que a iniciativa das meninas (Ana Elisa e Paty Alves) foi super bem aceita por todos os, como eu, leitores do blog e fãs! Teve disputa pelas vagas e eu conseguiiii :D
Além de ter sido super disputado, também foi bem organizado e ainda teve surpresa: sorteios de prêmios de parceiros e tudo mais! Eu não ganhei nada, mas fiquei super feliz de estar lá, e ainda mais feliz pela Nina Lopes, que estava comigo, e ganhou um belíssimo kit da Eudora! Veja aqui como foi.

Mas vamos ao filme. Concordo em gênero, número e grau com o Alan Barcelos (crítico de filmes do Nivel Épico):

quarta-feira, 23 de novembro de 2011

Todas amam revistas de moda (e seus brindes)!

Eu não tenho vergonha de admitir: adoro brindes!

Não sei vocês, mas sou daquelas que, se tiver que comprar um desodorante, pilhas, sabão em pó, whatever...e tiver à venda na gôndola a opção com brinde, eu vou na com brinde certeza! E as marcas me ganham com isso, pois assim já experimentei diversas marcas que não conhecia.

Também sou daquelas que apresenta o cartão fidelidade, cartão desconto, anúncio "traga este e ganhe" e junta os selinhos, mas isso é assunto pra outro post rsrsrs.

quinta-feira, 17 de novembro de 2011

dela

Houve um dia na minha vida que eu me imaginei sem ela. E vi que não estava preparada.
Houve uma fase que eu não me achava em nada parecida com ela. Essa fase passou.
Haverá um tempo que ela me fará falta. Muita falta.
Haverá um tempo que ela sentirá minha falta. E eu estarei lá, sempre.

quarta-feira, 16 de novembro de 2011

Unhate

Gente, o papo é sério.
Eu faço parte de alguns grupos no Facebook, pra quem não sabe, veja aqui como funcionam os grupos do Facebook, e, em um deles, me choquei demais com algumas demonstrações de intolerância, violência gratuita e preconceito.

segunda-feira, 24 de outubro de 2011

Gente que se ama demais

Já viu isso?
Não são tão difíceis de se identificar, mas podem ser confundidas com pessoas seguras, bem resolvidas, descoladas. Mas não se engane, no meio desses tipos há um tipo muito mais perigoso: as pessoas que se amam demais.

domingo, 25 de setembro de 2011

Eu me arrependo, sim senhor!

Sempre achei clichê aquela frase "não me arrependo de nada que fiz, e sim pelo do que não fiz", mas nunca entendi muito bem e, se entendi, nunca concordei.

Porque ninguém acerta sempre. E quem erra, naturalmente, se arrepende, pois ninguém gosta de errar. E nem erra de propósito. É claro que com eles - os erros - aprendemos muito, crescemos, evoluimos. Mas o fato de se arrepender não significa recusar esse aprendizado. Na minha opinião, é muito pelo contrário, é assumir essa lição e querer colocar em prática.

quarta-feira, 6 de julho de 2011

Açaí, minha paixão!

Tá, que eu amo açaí e tomaria todo dia, se pudesse, todo mundo já sacou.
Minha relação com o açaí é muito emocional, até porque ele me lembra o verão: sol, praia, calor, e as tardes ensolaradas que saio com minha mãe atrás dessa preciosa delícia. No verão eu não tenho muita fome de salgado, de comida quente, me viro super bem com salada, sucos e açaí com frutas!
É muito bom mesmo! Quem gosta como eu, sabe do que estou falando...se você nunca experimentou, não sabe o que está perdendo! É tão viciante que hoje, 14° em Santos, me deu uma vontade louca e encarei uma tigela de 350gr dessa maravilha gelada! :D

segunda-feira, 21 de fevereiro de 2011

Balões

Balões: sempre os amei, desde pequena. Os que me conhecem ou acompanham meu blog, já sabem o quanto gosto de manter minha criança bem viva dentro de mim e, como também adoro fotografias, resolvi dedicar um post apenas à eles: os balões.

Coloridos, com fitas e formas diferentes...eles sempre me trazem alegria! :)



segunda-feira, 24 de janeiro de 2011

(O) Ser jovem

Esse vídeo é muito bom! Por isso compartilho com vocês.
Feito pela Box 1824, empresa especializada em pesquisa e mapeamento de tendências de consumo no mundo todo. Este vídeo é a conclusão de um super estudo sobre jovens que vinha conduzindo há mais de 5 anos. É um bom resumão para quem quer entender um pouco mais sobre comportamento jovem.

Sobre ser jovem, e sobre o ser jovem e sua evolução. Afinal, o jovem de hoje não é o mesmo jovem do milênio passado...

"Se vc acha que já sabe bastante e está confortável com seu espaço no mundo, então parabéns! Você está oficialmente morto!"
video

sexta-feira, 7 de janeiro de 2011

Fandango

Pessoal,

Nessas minhas andanças pela blogosfera achei dois posts muito interessantes no blog d♥ (Lê-se decouração)!

O primeiro deles, a Matemática das Escolhas, fala sobre as escolhas que fazemos na vida e o preço que pagamos por ela, de modo bem lógico. Achei bárbaro, #ficadica. A blogueira dá seu testemunho de como decidiu mudar totalmente de profissão para se dedicar ao que gosta e, ainda mais difícil, como fazer disso uma ocupação rentável.
Inspirador!

O segundo post, este menos racional, Destino na mão e na parede, mas que me chamou muito a atenção, foi uma arte de um cartaz, com uma frase também bem instigante, daquela música Bohemian Rhapsody, do Queen, lembram-se?

(Diga-se, de passagem, que eu sou apaixonada pelas músicas desta banda, e de todas da banda Mika, que também segue a mesma linha e é bem atual.)
No post, a blogueira chega à seguinte interpretação para a pergunta "Scaramouche, Scaramouche, will you do the fandango?", que seria:
"Scaramouche, você vai cumprir o seu destino?"


E isso é muito legal! Porque me fez parar para pensar que, todos nós temos uma linha do destino traçada em nossas mãos, e que todos nós também traçamos nossos destinos.
Uns chamam isso de fazer o seu próprio destino, de mudar as realidades, eu chamo de livre arbítrio mesmo. Porque tem pessoas que nascem em uma realidade e nunca se sentem parte daquilo?
Eu penso que, além dos planos que Deus tem para aquela pessoa, também deve ter, dentro dela, algo que a incomode a fazer diferente, a ser diferente. (Falei um pouco a respeito disso no post anterior.)

Teve uma época na minha vida, em que eu trabalhava demais... a ponto de não conseguir cumprir outros compromissos, como a aula de inglês, por exemplo. E eu me lembro muito bem de como me sentia quando, no horário da aula, eu ainda estava trabalhando. Na minha mente vinha a imagem do que estaria acontecendo lá, que a chamada já devia ter sido feita, que já deviam ter sentido a minha falta, que já estariam começando a corrigir os exercícios. E é péssimo, pelo menos para mim, essa sensação de estar em um lugar querendo estar em outro.
E essa sensação deveser muito parecida com o que essas pessoas sentem. Por exemplo: alguém que nasceu numa favela e não quer continuar ali; alguém que faz o que não gosta; alguém que vive com alguém que não gosta; enfim, pessoas que não curtem suas realidades.

Gente, devemos valorizar essas sensações e ouvir mais o nosso chamado interior. O destino, somos nós quem fazemos.

sábado, 1 de janeiro de 2011

2011: este é o ano!

"Este é o dia que o Senhor já fez, no meu Deus eu me alegrarei!"
Salmos 118:24


Prontos para mais 12 meses?

Mais 52 semanas de mesmice?

Mais 365 dias de decepções?

Supresas ou planos?

Nova postura ou novas companhias?

Você melhorado ou um novo você?

Entrar no coro ou fazer uma tatuagem?

Dieta e correr na praia?

Reclamar ou calar?

Obedecer ou sacrificar?

Se contentar ou se mexer?

Resolver ou protelar?

Quanto tempo nos resta?

Até quando? Até quanto mais?

...desistir ou continuar?



O dia de hoje foi feito e planejado por Deus para cada um de nós, e Ele tem um plano para cada um de nós. Planos de paz, e não de mal.

A questão é: estaremos nós prontos (preparados) para ouvir sua voz (entender seus sinais)?

O quanto esperamos e o quanto fazemos para que o que esperamos aconteça?

2011 nos espera!

#VAMOQUEVAMO

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...